Casados são mais felizes

Voltar

Casados felizes-01

Uma pesquisa científica publicada nesta semana revela que as pessoas casadas tendem a ser mais felizes do que as solteiras. O estudo foi elaborado pelo Escritório Nacional de Pesquisas Econômicas dos Estados Unidos e utilizou dados de mais de trezentas mil entrevistas feitas em diversos países.

Os cientistas já sabiam que os casados tendem a ser mais felizes, porém não sabiam ainda se essa felicidade era alcançada no casamento ou se as pessoas mais felizes tinham tendência a se casar. O estudo, então, tinha a intenção de esclarecer essa dúvida.

Para tanto foi realizado um estudo de acompanhamento contínuo, de sorte que os pesquisadores incluíram em seus cálculos os níveis de felicidade das pessoas antes do casamento, para atestar o poder do matrimônio de trazer bem-estar. Ou seja, as pessoas foram entrevistadas antes de se casarem e depois de estarem casadas.

Em um escala de zero a dez, a pesquisa mostrou que as pessoas casadas alegaram um nível maior de felicidade em todas as faixas etárias, especialmente na meia-idade. Para os pesquisadores, a razão disso pode ser o papel exercido pela amizade no casamento.

Quando Deus criou o homem e o colocou no Éden, observou que não seria bom para ele viver na solidão. Então, resolveu criar para o homem uma auxiliadora idônea. Foi aí que Deus tomou uma das costelas de Adão e criou a mulher. A esta mulher Adão chamou de Eva, e o Senhor estabeleceu que o homem deixaria seu pai e sua mãe e se apegaria à sua mulher, e seriam ambos uma só carne (Gn. 2).

Ora, isto demonstra que o matrimônio é uma instituição criada pelo próprio Deus. Como tudo que Deus cria é bom, o casamento é uma benção de Deus para homem. E como benção divina, é evidente que traz felicidade e contentamento para o ser. Dessa forma, a pesquisa apresentada só comprova o que a Bíblia já afirma. Não que o casamento seja a fonte exclusiva da felicidade, mas proporciona ainda mais ao ser humano.

A questão é que infelizmente o casamento tem sido difamado e banalizado ao longo do tempo. Diversas correntes do pensamento moderno e pós-moderno defendem que a sagrada aliança entre o homem e a mulher é algo fracassado e ultrapassado. Nesse sentido, o matrimônio tem sido flexibilizado e relativizado. Os jovens estão sendo ensinados a não se casarem, o divórcio foi facilitado, e a lei permite o casamento entre pessoas do mesmo sexo. Isto é fruto de uma sociedade que não valoriza o compromisso e prioriza o prazer efêmero.

Tudo isto tem causado grandes males à sociedade. Para se ter uma ideia, as pesquisas demográficas apontam que os europeus estão em processo de extinção, pois a quantidade de nascimentos é bem inferior à necessária para que aquele grupo étnico continue existindo. Vale ressaltar que a união entre pessoas do mesmo sexo contribui bastante para isto, uma vez que este tipo de relacionamento não permite a procriação.

A pesquisa apresentada demonstra que a ciência está de acordo com as sublimes verdades das Sagradas Escrituras. O casamento é uma benção de Deus criada com o propósito da procriação e de proporcionar felicidade e contentamento ao homem. Por isso, as pessoas se sentem ainda mais felizes quando estão casadas.

Que nos não esqueçamos nunca de orar pela felicidade do casamento, seja antes ou depois dele. E que esse felicidade seja direcionada a propósitos sérios e corretos, fazendo com que o casamento não seja apenas um reflexo da alegria do ser humano, mas um reflexo de Deus na terra.

André Falcão

AD Cidade - Todos os direitos reservados @ 2018 - Site desenvolvido por Leme Digital