Sacerdócio sem fronteiras

Voltar

[Aconteceu] sacerdócio sem fronteiras-01-01

Havia 13 tribos em Israel quando partiram do Egito. Ambos os filhos de José – Efraim e Manassés – receberam do avô Jacó o direito de terem o status de tribo.
Quando Israel começou a formar o Governo e a se preparar para o futuro de Canaã, Deus foi claro ao dizer que somente 12 tribos iriam receber terras. A 13ª tribo, ou seja, os Levitas, que era a tribo sacerdotal, teria sua herança em Deus. Isso significava que eles nunca precisariam formar um Governo nem desenvolver um Exército como as outras tribos receberam instruções para fazer. Os Levitas deveriam viver espalhados pelas outras doze tribos e ser a representação sacerdotal de Deus para toda a Nação. A tribo  levítica  possuía influência política, mas não detinha controle político.

É possível ter influência e não desfrutar das benesses dessa autoridade, em benefício próprio ? “… quem quiser tornar-se importante entre vocês deverá ser servo, e quem quiser ser o primeiro deverá ser escravo; (Mt 20.26)

Quando o político crente, candidato recém eleito, perguntou ao seu pastor, como proceder nas novas funções a si confiadas, obteve a solene e sábia orientação: “Assuma seu cargo crente, permaneça no cargo crente e saia mais crente em Jesus”. É possível acreditar na possibilidade de se reverter o vergonhoso quadro de uma nação bombardeada por contínuos escândalos de seus líderes. Embora o quadro torne-se mais grave pelo despudorado cinismo da mentira, mentira que não só nega, mas que busca convencer de que há algo errado nos olhos de quem enxerga o malfeito, ainda assim há esperança de cura para esta nação.

O trabalho da Igreja não é abrir negócios ou criar instituições financeiras mas sim, ensinar aos homens de negócio e banqueiros, todos os conselhos de Deus relacionados ao chamado deles. O trabalho dos líderes cristãos não é liderar o governo ou escrever as constituições, porém, é ensinar àqueles que são chamados por Deus para essa vocação, sobre como agir de acordo com a Palavra de Deus. O trabalho dos pastores não é serem pais das famílias da Igreja, mas ensinar aos pais a serem pais conforme Deus planejou.

A geração dos nossos filhos e netos logo poderão estar em pontos estratégicos da direção da Igreja, pontos estratégicos do governo da comunidade, do município, do estado, da nação. O preparo deles começará em casa. O que  o papai e a mamãe conversam e como conversam, certamente os influenciará. Sendo uma família cristã exemplar, teremos um ótimo começo!
Quando Daniel e mais três conterrâneos foram escolhidos, depois de preencherem os pré-requisitos, para viverem no palácio do rei, foi-lhes determinado um cardápio especial e o ingresso na Universidade  da Babilônia. Que ambiente aqueles jovens encontraram na “UnB”, na Universidade da Babilônia? Com qual linguajar tiveram que conviver ? Que literatura estava disponível para aqueles jovens? Como foram instruídos na “arte de calcular”, quem sabe envolvendo orçamentos?

A Bíblia diz em Dn 1.17, que aos “quatro jovens Deus deu o conhecimento e a inteligência em todas as letras e sabedoria”. “O ensino de Deus prevalece sobre as instruções humanas”.
Como pais ou adultos responsáveis pela educação de crianças, precisamos selecionar o que é bom e aprovado, o que é “prematuro” para uma criança assistir, ler e ouvir. Temos não só o direito, como também, a responsabilidade de fazer isso. Porém, devemos, ainda, preparar a criança/adolescente para a sua juventude, quando ela não será mais protegida por outros e estará exposta a praticamente tudo.

Certamente Deus deu confiança e discernimento a Daniel, Hananias, Misael e Azarias a partir da educação recebida em casa, onde tudo deve começar! Aprenderam a viver no mundo sem ser dele! Exerceram seu sacerdócio como também devemos exercer o nosso!
No AT o ofício sacerdotal é exercido por pessoas da tribo de Levi em benefício do povo de Israel, mas ainda em Ex 19.5  a Escritura nos antecipa um entendimento mais amplo, que se concretizaria através da Igreja, confirmada em 1 Pe 2.5
Dt 19.5 – “Agora, pois, se diligentemente ouvirdes a minha voz e guardardes o meu concerto, então, sereis, a minha propriedade peculiar dentre todos os povos; porque toda a terra é minha.”
1 Pe 2.5 – Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecerdes sacrifícios espirituais, agradáveis a Deus, por Jesus Cristo.

AD Cidade - Todos os direitos reservados @ 2018 - Site desenvolvido por Leme Digital