Tormenta gelada

Voltar

250116 - Aconteceu-01

Os Estados Unidos foram assolados por uma forte tempestade de neve que causou paralisação, destruição e morte neste último final de semana.

Com ventos de até 96 km/h, a nevasca atingiu 85 milhões de pessoas e fez com que 11 estados declarassem situação de emergência. Os estados mais atingidos foram Washington e Nova York, que estavam no centro da tempestade.

As temperaturas chegaram a 20ºC negativos e houve acúmulo de quase 68 centímetros de gelo em alguns lugares, o que representa a segunda maior marca desde o início dos registros em 1869.

Até agora foram computadas 28 mortes, a maior parte delas causadas por acidentes de trânsito, o que levou as autoridades a proibir os deslocamentos por automóveis.

Mais de 7.500 voos foram cancelados. As estradas e o serviço de trem foram paralisados. Várias regiões ficaram sem o serviço de energia elétrica e os prejuízos podem chegar a 1 bilhão de dólares.

A tempestade alcançou uma área tão vasta que pôde ser vista de fora da Terra, conforme imagens registradas por dois satélites e divulgadas pela NASA. A astronauta Scott Kelly da Estação Espacial Internacional também divulgou fotos do fenômeno.

Por maiores que sejam os avanços da ciência, ainda não é possível ao homem controlar a fúria da natureza. Fenômeno como este que ocorreu nos EUA demonstram a limitação do homem e a sua impotência diante de certas circunstâncias.

Certa vez, Jesus estava com os discípulos num barco atravessando o mar da Galiléia, quando subitamente um grande temporal de vento os cercou. Subiram as ondas por cima do barco de maneira que já enchia. Os discípulos, em desespero, procuraram Jesus, mas este dormia na popa tranquilamente. Então, perguntaram-lhe: “Mestre, não te importa que pereçamos?”. Então, ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: “Cala-te, aquieta-te”. E o vento imediatamente se aquietou e houve grande bonança. E os discípulos diziam uns aos outros: “Mas quem é este, que até o vento e o mar lhe obedecem?”.

Talvez alguns de nós estejamos cercados por uma impetuosa e gélida “nevasca” de adversidades que parece congelar nossos corações e destruir as nossas vidas. Porém, nunca se esqueça: busque a Jesus nesse barco.

Fontes da notícia: G1, UOL, Folha UOL

André Falcão

AD Cidade - Todos os direitos reservados @ 2018 - Site desenvolvido por Leme Digital