Correndo e lutando

Voltar

[Aconteceu] correndo e lutando-01De 05 a 21 de agosto de 2016, 10.500 atletas de 206 nações, em 17 dias, estarão competindo por premiação em 396 provas, na cidade brasileira do Rio de Janeiro. Trata-se da primeira olimpíada a ser realizada na América do Sul.

“Certamente te enrolará como uma bola, e te lançará para um país espaçoso. Ali morrerás, e ali irão os teus magníficos carros, ó tu, opróbrio da casa do Senhor.”(Is 22.18)

Deus pronunciou juízo contra um oficial corrupto do governo, chamado Sebna, que seria substituído por Eliaquim, um chefe piedoso.

Onde estão nossos Eliaquins ? Voltemos à competição!

“Certamente, te fará rolar, como se faz rolar uma bola em terra larga e espaçosa”

Estudiosos supõem que nos tempos do profeta Isaías, havia um entretenimento popular com as primeiras características do que hoje é a mais conhecida prática esportiva mundial. (COLEMAN, W. L. – Manual dos Tempos e Costumes Bíblicos).

Percebe-se na Bíblia o discreto registro da prática esportiva, em certas ocasiões com forte conotação de estímulo ao empenho e à disciplina espiritual.

No tempo dos juízes, 700 canhotos selecionados, conseguiam acertar um cabelo em  arremesso de pedra com a funda. Calcula-se que a funda usada naqueles dias poderia arremessar uma pedra do peso de 400g à velocidade de 140km por hora.(Jz 20.16 -Sheedd).

Havia velocistas ( 2Sm 2.18 – Asael era ligeiro de pés, como gazela selvagem) e Jeremias nos sugere que se faziam competições (Jr 12.5 – Se te fatigas correndo com homens que vão a pé, como poderás competir com os que vão a cavalo?)

Ao assumir o trono de Israel, Herodes, o Grande, imitando os romanos construiu arenas e anfiteatros em Cesaréia, Samaria e Jericó.

Enquanto Herodes apreciava, em particular, as corridas de carruagem e as lutas corporais, os judeus tradicionais rejeitavam profundamente as competições que envolviam homens nus e prêmios com gravação de imagens.

É possível que Paulo não tivesse a mesma aversão demonstrada pelos seus antepassados, certamente porque o esporte evoluiu tornando-se  mais respeitoso e porque o apóstolo se voltava para olhar essencialmente para a disciplina e o empenho do atleta.

Paulo em 1Co 9.24-27, ensina que a causa do evangelho exige a mesma disciplina e treinamento sacrificial, exigidos daquele que pratica o atletismo.

MACABÍADA é uma competição que acontece a cada quatro anos em Israel, a próxima será em 2017, e reúne atletas judeus de 70 países.

O maior evento esportivo de Israel, os jogos macabeus ou MACABÍADA, são o terceiro maior evento esportivo do mundo em número de atletas, superado apenas pelos Jogos Olímpicos  e os Jogos Mundiais Universitário.

Entre tantas  fotos interessantes da MACABÍADA 2013, uma delas registrava um encontro de um jovem nadador judeu brasileiro de 13 anos com um tenista judeu de 88 anos, da África do Sul.

As macabíadas lembra aos judeus de todo o mundo, que são um só povo.

“Nós viemos de lugares diferentes, mas pertencemos à mesma família, uma família cujo rosto está voltado para Jerusalém, capital eterna do nosso povo “, expressou-se  Benjamin  Natanyahu, na abertura da 19ª MACABÍADA, em 2013.

Também o escritor aos  Hebreus compara a vida a uma grande corrida, que Deus determinou o percurso, uma vida de santidade.

Nas arquibancadas estão multidões de espectadores, aqueles que nos deixaram o “bom testemunho” e que com sua vida exemplar nos incentivam a correr essa carreira da melhor maneira possível.(Hb 12.1)

Nosso rosto se volta para além de capitais terrestres! Olhamos firmemente para o Autor e Consumador da fé, Jesus Cristo, aquele que não nos deixa fatigar.

Não existe esporte de alto rendimento que não machuque e não  leve à exaustão. Muitas vezes, atletas choram quando um treino acaba porque é cansativo mesmo, é pesado, você sente dor por todo o corpo. Mas é justamente esse cansaço no treinamento que faz a diferença na hora da decisão.

O profeta banha de ânimo o atleta cristão (Is 40,29 e 31 ) com a Palavra: “O Senhor faz  forte ao cansado e multiplica as forças ao que não tem nenhum vigor.

 E os que esperam no Senhor renovam as suas forças, sobem com asas como águias, correm e não se cansam, caminham e não se fatigam.”

“Corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta.”

Ev. João Batista da Silva

AD Cidade - Todos os direitos reservados @ 2018 - Site desenvolvido por Leme Digital