Autoridades Superiores

Voltar

090516 - Aconteceu-01

 

O que aconteceu nos últimos meses no seio dos três poderes da República, nos faz ingressar numa semana que certamente produzirá fatos que deverão ser registrados nas páginas da história brasileira.

Para uns pode ser o “princípio do fim melancólico” de um projeto político que um dia representou uma esperança de parte da população, mas que ao longo de 13 anos deu lugar ao escárnio às necessidades básicas nacionais. Nem só de “bolsa” viverá um povo carente de bons exemplos!

Para outros, há expectativa do início de nova fase, porém cheia de  incertezas, principalmente pela ameaça de trazer consigo os mesmos  vícios do “staff” anterior.

Incertezas que na manhã de ontem já se materializam com o presidente interino da Câmara dos Deputados decidindo anular votação do “impeachment” da Sra. Presidente da República, deixando assustado um país que clama por seriedade e respeito.

A Andrade Gutierrez, segunda maior empreiteira do país, divulga nesta segunda-feira, 09 de maio, um “pedido de desculpas ao povo brasileiro” por ilegalidades praticadas em obras públicas investigadas pela Justiça. A empreiteira vai pagar  indenização de R$1 bilhão de reais, a maior recuperação da Lava Jato até agora.

Num regime onde isso é possível, o cristão é orientado a ser seletivo, a escolher de forma atenta e cuidadosa os seus representantes: Dt 1.13 – “Tomai-vos homens sábios, inteligentes e experimentados, entre as vossas tribos, para que os ponha por vossos cabeças.”

O respeito que o apóstolo Paulo conferiu àqueles que procuram trabalhar licitamente no Governo, motiva o cristão a participar de um pleito, fazendo recair sua escolha em candidato, cujos princípios não antagonizem a “Palavra”: Rm 13.6 – “Por esse motivo, também pagais tributos, porque são ministros de Deus, atendendo, constantemente, a este serviço”.

Ao Estado é conferido a função e o dever proibidos ao cristão: Rm12.17-19  – Ao cristão: “Não torneis a ninguém mal por mal; esforçai-vos por fazer o bem perante todos os homens;  se possível, quanto depender de vós, tende paz com todos os homens; não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas dai lugar à ira; porque está escrito: A mim me pertence a vingança; eu é que retribuirei, diz o Senhor.”

Para  todos os homens, inclusive aos que servem ao Estado: Rm 13.1-2 – “Todo homem esteja sujeito às autoridades superiores; porque não há autoridade que não proceda de Deus; e as autoridades que existem foram por ele instituídas.  De modo que aquele se opõe à autoridade resiste à ordenação de Deus; e os que resistem trarão sobre si mesmos condenação. (Condenação, neste caso, significa punição do estado – Russell Shedd – Comentários Rm 13.2)

Perdem autoridade aqueles que ignoram suas atribuições de trabalhar para o  povo, infringindo regras constitucionais.

Atribuições do Estado: Rm 13.3,4 – “Porque os magistrados não são para temer, quando se faz o bem, e sim quando se faz o mal. Queres tu não temer a autoridade ? Faze o bem e terás o louvor dela, visto que a autoridade é ministro de Deus para teu bem. Entretanto, se fizerdes o mal, teme; porque não é sem motivo que ela traz a espada; pois é ministro de Deus, vingador, para castigar o que pratica o mal.”

Rm 13.5. – “É necessário que lhe estejais sujeitos, não somente por causa do temor da punição, mas também por dever de consciência.”

Como pode o cristão conciliar os conflitos entre duas cidadanias, a terrestre e a celestial?

Quando alguém torna-se cristão, ele não se retira do mundo e nem corta todas as relações terrenas, porém leva os princípios cristãos para cada relacionamento da vida.

1Co 7.17 – “Ande cada um segundo o Senhor lhe tem distribuído …”

Onde estivermos, em que posição hierárquica nos situarmos, julgando, executando ou legislando, no mais comum do nosso cotidiano, sejamos submissos à autoridade de Deus. Certamente que assim procedendo, estaremos contribuindo de maneira efetiva a sermos um povo da  multidão de nações pertencente ao SENHOR DEUS TODO-PODEROSO.

Ev João Batista

AD Cidade - Todos os direitos reservados @ 2018 - Site desenvolvido por Leme Digital