DIA 16 | DEVOCIONAL JEJUM EM FAMÍLIA

Voltar

Dia 16 | 21 de janeiro de 2020
COMENDO DO FRUTO

Texto Bíblico: “Mas o fruto do Espírito é: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, domínio próprio. Contra estas coisas não há lei. E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências. Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito. Não sejamos cobiçosos de vanglórias, irritando-nos uns aos outros, invejando-nos uns aos outros.” Gálatas 5:22-26

Pensamento: No texto que lemos vemos claramente que há um fruto que precisamos comer. Isso faz alusão a um certo fruto de uma árvore que Deus fizera no meio do jardim do Éden de que o homem poderia comer e não comeu, o fruto da vida eterna; e de um outro fruto de uma árvore que o homem não poderia comer, mas comeu, o fruto do conhecimento do bem e do mau. Agora o Apóstolo Paulo revela que há um fruto que é do Espírito e que desse fruto nós devemos comer. É como se Deus estivesse nos dando uma nova oportunidade de provar de coisas eternais, a exemplo do fruto da vida eterna. Esse fruto não podemos comê-lo de maneira física nem natural, pois é fruto do Espírito, e assim sendo só poderemos comê-lo se andarmos em Espírito (Gl 5.16), só assim poderemos provar dele. O fruto do Espírito é amor e decorrente do amor, se segue o restante, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão e domínio próprio. O Amor é multicitado na bíblia e tem quatro variações: Amor fraternal (Storge); Amizade (Phileo); Amor romântico (Eros); Amor incondicional (Ágape). No texto em que lemos o amor que está escrito lá no original grego se refere a amor Ágape (ἀγάπη), ou seja, o amor incondicional que Deus sente por nós, pois apesar de sermos imperfeitos, Deus nos ama. Então Paulo está dizendo que se eu andar em Espírito eu posso comer o fruto e começar a praticar e sentir o amor que Deus sente, e assim sendo serei sempre mais parecido com ele; serei assim imitador de Deus (Ef 5.1), amando as pessoas apesar dos seus defeitos. Isso não é possível acontecer de maneira natural e terrena, mas sim de maneira espiritual e celestial, comendo as “comidas” espirituais, pois somente assim podemos amar até mesmo os nossos inimigos e orar pelos que nos perseguem (Mt 5.44).

Perguntas: Tenho comido o fruto do Espírito? O que prova isso? O amor ágape tem sido uma realidade na minha vida, ou só tenho amado os que me amam? O que falta para que eu ande em Espírito e coma do seu fruto? – Reflita e converse sobre isso em família.

Oração: Ore para que você e sua família tenham a consciência disso, para que isso seja real em suas vidas, ou seja, que possamos viver a eternidade e o Reino de Deus ainda na terra, através dos princípios e dos propósitos de Deus para nossas vidas.

AD Cidade - Todos os direitos reservados @ 2018 - Site desenvolvido por Leme Digital